sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Depende de como se vê

Tudo depende de como se vê,
angústia , tristeza , alegria e deprê,
gripe, sarampo até mesmo carnê,
tiram o sono também de você.
Veio a notícia que eu não queria vê,
Que é isso comadre..., você não vai sofrer.
Tenha coragem o médico vai ler.
Resultado do exame , não pode mexer.
Tá bem, fala aí, pode dizer,
Tô pronta pra tudo,
Até pra sofrer.
È cancêr na mama!
Que susto ,
Meu Deus, não me deixe a mercê.
A cirurgia, correu muito bem,
tirei tudo , tudinho, você tem que ver.
Daqui pra frente, só a radio é que tem que fazer.
E como é , o negócio da radio
Fique trânquila, você vai aprender .
A gente mapeia e marca você.
Parece loucura,
é mesmo um mapa, que logo de cara
não dá pra entender .
Há é só isso, pensei que seria um samba lelê.
A mama esquenta , bronzeia e aquece,
Até pensei que virava Purê.
Fica quentinha, depois dói um pouco ,
Mas pra ficar dura nem mesmo laquê.
Mais tarde escurece,
a mama doente, a outra branquinha me lembra Pavê.
Amigo sincero , tá tudo nos trinques
Estou confiante, você tem que crer.
Tristeza, loucura se vê na TV,
Aqui comigo , é fé , confiança ,
sono tranquilo como um bebê.
O cancêr assusta ,
a cabeça gira que nem bambolê.
Manda pra longe , da "psiquê "o medo , a desgraça
E acredite: isso não é para você.

3 comentários:

Kika disse...

Celinha,
ADOREI! Vc escreve com delicadeza e um humor desmedido, que faz parecer que somos todos - leitores - íntimos de vc. Além disso, trata o câqncer com tamanha naturalidade que fica muito menos do que a sua garra, força e sua incrível disposição para a vida! É isso mesmo prima, "depende se como se vê" e "isso não é - mesmo- para você!"
Amém!
:)bjs
Kika

Mari Monici disse...

Adorei! A leveza de algo tão pesado para tantos...E acho que tudo depende mesmo, de qcomos e vê...Adorei o saudade também...dia deses escrevi que vivo dela!
Mari

Edson disse...

Célia, quanta sensibilidade, profundidade e humor.
Sua arte provoca e emociona! Além de nos entreter, possibilita a reflexão sobre muitos aspectos de nossas vidas.
Ótimo! Parabéns!!
Abraço!
Edson